NA DEFESA, QUINQUINHA PARTE PARA O ATAQUE

NA DEFESA, QUINQUINHA PARTE PARA O ATAQUE

Prefeito alega fraude em votação e suspeição de vereadora entre argumentos para barrar denúncia de improbidade  Volumes com as cerca…

More...
OUTRA OPINIAO

OUTRA OPINIAO

 Lamento de um bom homem em defesa do seu semelhante  Por Sandro Tótola (*) Vivemos tempos sombrios, tempos rudes, tempos…

More...
PERDOAI-OS, MESMO SABENDO O QUE QUEREM

PERDOAI-OS, MESMO SABENDO O QUE QUEREM

Magnânimos por conveniência, Lula e Dilma dizem perdoar seus desafetos; mas quem os perdoará pelos seus muitos erros A militância…

More...
O JUS SPERNEANDI DE QUINQUINHA

O JUS SPERNEANDI DE QUINQUINHA

Prefeito entrega defesa prévia à Câmara, que tem agora 10 dias para arquivar ou levar acusação de improbidade adiante  Quinquinha…

More...
DEMOROU, MAS ERA DIA

DEMOROU, MAS ERA DIA

Câmara de Manga aceita denúncia e Quinquinha pode ser cassado por improbidade administrativa  Imagem: Clever Inácio - www.norticias.com.br        …

More...
FALTOU PANO PRA MANGA?

FALTOU PANO PRA MANGA?

Oposição alivia para Quinquinha, o ímprobo, e Luiz do Foguete vê o cavalo para o poder passar arreado A primeira…

More...
IMPROBIDADES RECORRENTES 2

IMPROBIDADES RECORRENTES 2

Prefeito de Manga dispensa de licitação escritório que atuou na campanha eleitoral para livrá-lo da inexigibilidade O prefeito de Manga,…

More...
QUINQUINHA TEM DUAS NOVAS CONDENAÇÕES POR IMPROBIDADE

QUINQUINHA TEM DUAS NOVAS CONDENAÇÕES POR IMPROBIDADE

Numa única sentença, juiz decreta duas novas perdas do cargo para prefeito de Manga >> Dispensa de licitação em contratos…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2012 JoomlaWorks Ltd.
Imprimir

O DINHEIRO DA PONTE

No 22 Setembro 2017.

A previsão de investimento anunciada por Fernando Pimentel para a construção de ponte sobre o Rio São Francisco na rodovia MG-402, na altura da ligação os municípios de São Francisco e Pintópolis, é de R$ 105 milhões e não de R$ 51 milhões que apontei aqui em texto sobre o assunto, em primeira mão, no texto de véspera da viagem da comitiva do governador ao Norte de Minas. O valor anterior era mera estimativa do custo da construção da ponte aina na fase pré-projeto. Se ficar nisso, já estará de bom tamanho.

No Brasil, como é de conhecimento até das piabas que por enquanto ainda vicejam no fundo do Velho Chico, previsões de gastos para obras públicas não tem valor de face – invariavelmente, elas sobem entre a concepção do projeto e a finalização do empreendimento. Isso, quando eles são concluídos. No caso da ponte sobre o São Francisco a urgência pela conclusão da obra conta ainda com outro imperativo de urgência: se demorar, será desnecessária. Daqui a pouco será possível atravessar o leito do rio a pé em boa parte do ano, caso persista o atual regime da falta de chuvas.

Estranha no ninho

A deputada federal Raquel Muniz (caso não tenha mudado de partido como muda de vestidos, ainda é do PSD) apareceu no ato de pré-campanha do governador Pimentel em São Francisco, na terça-feira. No dia seguinte, seu jornal estampava curiosa manchete em que se sugeria que a deputada era a madrinha da ponte entre Pintópolis e São Francisco. A deputada do inesquecível ‘sim, sim, sim’ pelo impeachment da esquecida ex-presidente Dilma Rousseff parece ter entrado numa luta de vale tudo em busca da sua complicada reeleição a um segundo mandato. Menos, Raquel. Menos.

E a ponte entre Manga e Matias Cardoso?

Quem também tenta tirar uma casquinha com o anúncio da construção da Ponte em São Francisco é o deputado estadual Paulo Guedes. No caso dele, com mais justeza entre o ato e o propósito, afinal é o seu governo quem anuncia a medida. Os adversários do petista, no entanto, tentam retirar seu eventual mérito no assunto com a lembrança de que essa ponte deveria ter sido construída entre Manga e Matias Cardoso, território de origem de origem política do parlamentar. O projeto da ponte entre Pintópolis e São Francisco precede Manga-Matias, que ainda encontra-se na fase de elaboração do projeto básico. Os críticos de PG têm razão em um ponto: duas pontes sob o São Francisco no intervalo de um mesmo governo seria melhor que a encomenda e dificilmente vai acontecer.

Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Entre os termos de uso do espaço para comentários estão a restrição a comentários racistas, misóginos e homofóbicos, além de xingamentos e apologias ao uso de drogas ilícitas, crimes inafiançáveis ou proselitismo partidário. Os comentários serão moderados ou recusados para evitar excessos.


Código de segurança
Atualizar