APÓS NOVO W.O DE QUINQUINHA, COMISSÃO PROCESSANTE ENCERRA FASE DE INSTRUÇÃO

APÓS NOVO W.O DE QUINQUINHA, COMISSÃO PROCESSANTE ENCERRA FASE DE INSTRUÇÃO

Prefeito tem prazo de cinco dias para apresentar alegações finais, mas recusa em prestar depoimento indica que optou por judicializar…

More...
QUINQUINHA IGNORA VEREADOR E JUDICIÁRIO

QUINQUINHA IGNORA VEREADOR E JUDICIÁRIO

Condenado na Justiça e investigado pela Câmara, prefeito ainda paga escritório de advocacia 'pivô' dos processos e contrata mais duas…

More...
QUINQUINHA E ARLEN ATOLADOS NA BR-135

QUINQUINHA E ARLEN ATOLADOS NA BR-135

Aliados, prefeito e deputado ‘compram’ causa do asfalto da rodovia e outra vez frustram sonho da população  Imagens das visitas…

More...
AÇÃO ENTRE AMIGOS

AÇÃO ENTRE AMIGOS

Câmaras de vereadores devolvem sobra de orçamento a prefeitos aliados Imagem: alternativafm.com A quebradeira geral que toma conta do setor…

More...
PREFEITO DEMITE 100 PRÓXIMO AO NATAL

PREFEITO DEMITE 100 PRÓXIMO AO NATAL

Quinquinha alega falta de recursos para justificar demissão coletiva, que ajudaria a fechar a folha de dezembro Um presente de…

More...
NA DEFESA, QUINQUINHA PARTE PARA O ATAQUE

NA DEFESA, QUINQUINHA PARTE PARA O ATAQUE

Prefeito alega fraude em votação e suspeição de vereadora entre argumentos para barrar denúncia de improbidade  Volumes com as cerca…

More...
O JUS SPERNEANDI DE QUINQUINHA

O JUS SPERNEANDI DE QUINQUINHA

Prefeito entrega defesa prévia à Câmara, que tem agora 10 dias para arquivar ou levar acusação de improbidade adiante  Quinquinha…

More...
DEMOROU, MAS ERA DIA

DEMOROU, MAS ERA DIA

Câmara de Manga aceita denúncia e Quinquinha pode ser cassado por improbidade administrativa  Imagem: Clever Inácio - www.norticias.com.br        …

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2012 JoomlaWorks Ltd.
Imprimir

POR LEGADO, MATIAS FAZ DÍVIDA PARA SUCESSOR

No 11 Janeiro 2018.

Prefeito Edmárcio toma empréstimo de R$ 1,5 milhão para urbanizar orla do Rio São Francisco

 

O prefeito de Matias Cardoso, Edmárcio Moura Leal, O Edmárcio da Sisan (PSC), assinou, na semana passada, convênio para estruturação urbanística na margem direita do rio São Francisco. O investimento previsto para aquilo que a administração diz ser o embelezamento da orla é de R$ 1,5 milhão, com recursos contraídos via empréstimo do programa BDMG Urbaniza 2017, junto ao Banco Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

Edmárcio resolveu aderir ao edital que o BDMG realizou no ano passado, em que municípios mineiros podiam se habilitar a realizar operações de crédito para o financiamento de obras de infraestrutura. Uma das condições para ter acesso ao recurso é a aprovação de lei autorizativa pela Câmara Municipal. Oito dos nove vereadores do município foram favoráveis à contratação do financiamento, como voto contrário da parlamentar Noeme da Silva Pereira, a Noeme do Gado Bravo (PV).

Edmárcio contratou a faixa máxima do valor oferecido pelo BDMG, que é de R$ 1,5 milhão para municípios com população entre 10 e 20 mil habitantes. Matias Cardoso tem 11 mil moradores. 

A linha BDMG Urbaniza tem correção monetária pela taxa básica de juros do Banco Central, a Selic, atualmente em 7% ao ano, mais juros de juros de 5% ao ano, condição destinada para municípios com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) inferior a 0,668. O custo final do empréstimo, que só será quitado daqui a seis anos, pode chegar a quase o dobro do valor repassado ao município em razão da parcela variável na composição das taxas.

A Selic, que hoje está bastante convidativa para os tomadores do dinheiro, bateu em 14,25% há pouco mais de um ano - o que deixa em aberto o valor final da dívida que o município acaba de assumir (assinatura do contrato na foto ao lado).

O problema de tomar empréstimo com índice de correção variável é que você nunca sabe quanto efetivamente vai pagar ao final do período. No caso de Matias, o custso final do 'embelezamento' da orla pode sair pelo dobro do valor contratado - quando se considera juros e as taxas cobradas pelo banco.             

Garantias reais

O empréstimo tem garantias reais com a caução de transferências obrigatórias do Fundo de Participação do Município e do ICMS devido ao município. O juro real que Edmárcio topou pagar beira aí os 13% ao ano, uma taxa ainda elevada quando se considera a consignação das receitas do município para garantir a operação.

A Prefeitura de Matias Cardoso vai pagar o empréstimo em 60 parcelas, com 12 meses de carência. Na prática, o primeiro desembolso do principal da dívida só vai acontecer daqui a um ano, em janeiro de 2019 – o que joga o passivo para os próximos dois anos do mandato do futuro prefeito do município.

A assessoria da Prefeitura de Matias Cardoso diz que o projeto é moderno e vai oferecer à população áreas de lazer, com quiosques, posta para a prática e Cooper e academia ao ar livre – além da mureta de proteção para separar o espaço urbano do barranco do rio. Se sair do papel, a obra da orla será o legado da fraca gestão do prefeito Edmárcio, que depois de cinco anos no cargo ainda não deixou a marca da sua passagem pelo comando da cidade. Parte da conta do projeto, claro, fica para o sucessor.

Comentários  

+3 #2 Jader 12-01-2018 12:56
Concordo Luis! Em 6 anos de mandato não teve nenhuma obra importante, tanto é que não tem apoio popular desde as ultimas eleições municipais onde venceu com pouco mais de 300 votos contra dois candidatos de oposição não alcançando nem a metade dos votos apurados. Não constriu uma escola, um ginásio, um posto de saúde sequer (lembrando que já está no segundo mandato). Pelo contrário, todo o legado da administração anterior tem sido deixado de lado! Agora, em ano político como já é costumeiro, faz um empréstimo irresponsável onerando o município pelos próximos 6 anos. Além disso, temos o aval da Câmara de vereadores que pouco tem se importado realmente com a fiscalização do município. Fazem o que o prefeito manda sem questionar nada.
Citar
+1 #1 Guilherme 12-01-2018 09:58
nao concordo com a expressao nao deixar a marca da sua passagem pela prefeitura.. convido vc luis a vir a Matias Cardoso.. houve mudancas significativas nos distritos, nas estradas, em apoio a pequenos produtores rurais.. alem de uma usina de asfalto que ja pavimentou diversas ruas.. isto em crise no pais.. limpeza hurbana, ambiente escolar mais familiar, ètc.. como te disse.. venha a Matias visitar. Qdo foi sua ultima visita aqui?
Citar

Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Entre os termos de uso do espaço para comentários estão a restrição a comentários racistas, misóginos e homofóbicos, além de xingamentos e apologias ao uso de drogas ilícitas, crimes inafiançáveis ou proselitismo partidário. Os comentários serão moderados ou recusados para evitar excessos.


Código de segurança
Atualizar