logo 20182

INFORME PUBLICITÁRIO

Ligado .


 ENERGIA SOLAR POR ASSINATURA CHEGA A RESIDÊNCIAS, EMPRESAS E PRODUTORES RURAIS NORTE DE MINAS

Adesão é feita de forma digital gerando uma economia de 12% a 22% na tarifa de energia elétrica

Vista parcial de uma das fazendas de geração de energia solar da Mori em Manga: economia chega também aos pequenos consumidores

Um grande banco brasileiro anunciou nesta semana que pretende trocar 90% de toda a energia que consome por energia renovável nos próximos quatro anos. Empresas consumidoras de energia em grande escala têm ‘alugado’ usinas fotovoltaicas ou construído fazendas próprias de produção de energia solar (algumas delas no Norte de Minas) como forma de neutralizar suas emissões de carbono.

Além da preocupação ambiental, essas empresas são movidas pela economia que conseguem ao comprar o suprimento de que precisam ofertado no mercado livre de energia ou por meio da geração distribuída remota.

E EU COM ISSO?

Mas o que você que ler este texto tem a ver com isso? Vem comigo, porque o assunto também interessa ao consumidor da pessoa física. A novidade agora é que as vantagens da aquisição mercado livre de energia chegou para empresas de pequeno e médio portes e até mesmo para os consumidores residenciais.

Algumas empresas passaram a oferecer esse tipo de produto, inclusive no Norte de Minas. Residências, empresas e produtores rurais da região, podem, a partir de agora, contratar os serviços de energia solar por assinatura da Mori Energia – empresa líder em geração compartilhada solar no país.

ENERGIA LIMPA E MAIS BARATA

Os planos permitem uma economia de 12% a 20% na tarifa de energia, sem necessidade de investimento inicial ou fidelização. O desconto pode chegar a 22% se o cliente incluir o código MORIGP no momento em que for finalizar o seu cadastro no site da Mori. Esse é o código para o desconto especial oferecido aos clientes da GP Serviços e Soluções, do empresário norte-mineiro Geovany Pimenta, o representante da Mori Energia para toda a região.

Geovany Pimenta da GP Serviços e Soluções: código exclusivo amplia descontos para o consumidor do Norte de Minas

“Essa redução é bastante significativa para as principais atividades da região, como a pecuária leiteira, lavouras irrigadas de milho, cana-de-açúcar e feijão, que possuem grande demanda por energia elétrica”, explica Geovany Pimenta.

Geovany Pimenta é o agente autônomo autorizado pela empresa para vender a energia que produz nas usinas que instalou em municípios da região – duas delas em Manga. “O consumidor pode comprar a energia elétrica diretamente das empresas geradoras ou daquelas que comercializam esse ativo no mercado livre”, diz Pimenta.

TRÊS FASES

A produção de energia no país passa por três fases, a começar pela geração, que transforma fontes primárias como as águas de reservatório, gás, vapor, energia dos ventos e energia solar na energia elétrica que chega ao consumidor final. Há ainda as empresas de transmissão entre o gerador, que pode ser uma usina no meio da floresta amazônica até os centros consumidores de carga.

É aqui que entra em cena o distribuidor, responsável por receber a energia das empresas de transmissão e distribui-las para os centros consumidores residenciais e industriais. Geovany Pimenta explica que o consumidor vai receber duas faturas do serviço que oferece.

Uma delas, com o valor da taxa mínima, é aquela normal da Cemig, que atua como canal de distribuição da energia vendida pela Mori. A Cemig é remunerada pela entrega da energia no padrão do consumidor final. A Mori, por sua vez, faz a cobrança da energia que fornece por meio de boleto bancário, que vai em separado com os dados do consumo de cada cliente.

ECONOMIA

Segundo Geovany Pimenta, como a geração com a fonte renovável solar é mais barata, um consumidor mediano pode economizar até R$ 600 por ano nas suas contas de energia. Para um consumidor de médio porte, de uma pequena agroindústria, por exemplo, a economia pode chegar a R$ 3 mil ano.

O diretor de Novos Negócios da Mori, Ivo O. Pitanguy, destaca que a energia solar por assinatura permite que mais pessoas possam reduzir seus custos com a energia, de forma sustentável.

"Neste momento desafiador pelo qual passa o país, economizar na conta de energia é essencial tanto para a sobrevivência de um negócio, quanto para ajudar no orçamento familiar. E a Mori democratiza esse acesso, dando a um número maior de pessoas a oportunidade de diminuir as despesas com zero de investimento ou taxa de adesão", afirma.

TUDO DIGITAL

A contratação da energia solar é feita por meio do site da empresa (www.morigd.com.br) de forma 100% digital. A distribuição da energia gerada pelas usinas solares ocorre pela própria rede da Cemig, a clientes cativos conectados em baixa tensão.

Para os planos rurais, a média deve ser a partir de R$ 400, a mesma para comércios, indústrias e condomínios. No plano residencial, é preciso que a pessoa tenha um consumo médio a partir de R$ 150. Os descontos são progressivos, de acordo com o período contratado.

SOBRE A MORI

Com um investimento de cerca de R$ 650 milhões, a Mori Energia opera usinas de energia fotovoltaica desde fevereiro de 2019. Atualmente, ela possui 34 usinas próprias, todas em Minas Gerais, localizadas em 17 municípios do Norte e Noroeste do estado, uma delas aqui no município de Manga. A capacidade total de geração é de 324GWh/ano – o que representa uma economia de R$ 40 milhões aos clientes. 


 
Adicionar comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Entre os termos de uso do espaço para comentários estão a restrição a comentários racistas, misóginos e homofóbicos, além de xingamentos e apologias ao uso de drogas ilícitas, crimes inafiançáveis ou proselitismo partidário. Os comentários serão moderados ou recusados para evitar excessos.


Código de segurança
Atualizar