logo 20182

SOUTO DECRETA LOKCDOWN NOTURNO

Ligado .

Começa nesta quinta-feira medidas restritivas - e pouco efetivas - contra o avanço da covid em Montes Claros

Medo: Prefeito Humberto Souto recebe primeira dose da vacina contra a covid 

O prefeito de Montes Claros, Humberto Souto (Cidadania), é mais um a lançar mão do lowckdown na madrugada para tentar conter o avanço do coronavírus na cidade. As medidas restritivas entram em vigor a partir desta quinta-feira (25) como reação ao aumento na taxa de ocupação dos leitos de UTI no município, acima de 80%.

A Secretaria Municipal de Saúde reconhece a gravidade da situação local, agora que a pandemia alcança seu pior estágio desde que chegou ao município. Montes Claros tem agora mais de 18 mil casos confirmados para a Covid-19, com 280 óbitos registrados até a última segunda-feira.

As taxas de ocupação dos leitos clínicos bateram em 91%, acima do limite de segurança com sinalização para eventual quadro de caos nas próximas semanas caso nenhuma medida fosse adotada.

FIQUE EM CASA

Entre as muitas medidas para tentar reduzir o avanço do coronavírus na cidade, a de maior impacto é probição de circulação de pessoas e veículos após 22:00 e até o amanhecer do dia dia seguinte. Polêmica e de difícil execução, porque demandaria um exército para fiscalizar. 

Há o temor não declarado de aumento nos casos da doença por conta das aglomerações e viagens das pessoas durante o feriado do Carnaval, há quase duas semanas.

O prefeito Humberto Souto, que tem 86 anos e praticamente se isolou em casa desde o começo da pandemia, avalia ainda decretar o toque de recolher, medida mais radical que desagrada a população e aos setores da economia local.

Souto, por sinal, foi acusado de antecipar sua própria vacinação contra a covid - mas justificou o gesto com o argumento padrão dos furas-filas de que precisava "dar o exemplo" para a população. 

BAIXO IMPACTO

Embora bem-intencionado, o decreto de Souto busca mais efeito didático – lembrar à população que a pandemia da Sars-Cov-2 está em seu período mais letal em todo o país – do que propriamente prático.

Suspender um rol de atividades entre às 22:15 até 5:00 horas do dia seguinte tem pouco impacto em cidades do porte de Montes Claros, de baixa circulação noturna.

O lockdown de Humberto Souto tem duração prevista de 10 dias e proíbe a prática de atividades, assistenciais, culturais e religiosas depois das 22:00. A medida poderia ter algum impacto na realização de festas e shows musicais – que, de resto, já são proibidos.

Pela medida, supermercados, lojas de conveniência, bares, restaurantes e similares também não deverão baixar suas portas no intervalo das 21:30 até as 6 horas do dia seguinte.

Os ônibus do transporte devem suspender seus itinerários entre 22:15 e 5:00. O decreto, contudo, prevê algumas exceções. Fica liberado o funcionamento de atividades das farmácias e drogarias, hotéis, postos de combustíveis, transporte de insumos e os serviços de transporte privados de passageiros, entre outros.

Adicionar comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Entre os termos de uso do espaço para comentários estão a restrição a comentários racistas, misóginos e homofóbicos, além de xingamentos e apologias ao uso de drogas ilícitas, crimes inafiançáveis ou proselitismo partidário. Os comentários serão moderados ou recusados para evitar excessos.


Código de segurança
Atualizar