Bloco de Notas

Imprimir

MANGUENSES NA PRAÇA

No Sexta, 19 Setembro 2014 17:51.

Antigo centro do poder em Belo Horizonte, a Praça da Liberdade será palco, no próximo domingo (21), às 10h00, de encontro de manguenses radicados na capital de todos os mineiros em ato de apoio ao escritor e candidato a deputado federal Carlos Diamantino Alkmin (PDT). O movimento é liderado por Jussara França Lima, filha do também escritor manguense Anfrísio Lima (1887/1973).

O gesto de apoio dos manguenses em BH ao conterrâneo Diamantino tenta reforçar suas propostas de campanha voltadas ao Norte de Minas, com ênfase na revitalização e navegabilidade do rio São Francisco. São esperadas cerca de 40 pessoas, que vão levar cartazes com alertas para a grave situação do Velho Chico, em encontro que terá como cenário as centenárias palmeiras-imperiais da Praça.  

"Estamos com você, pelo seu convívio com a realidade da nossa terra e da nossa região. Somamos nossos esforços em levar adiante seus sonhos barranqueiros por uma qualidade melhor de vida para a gente do sertão de Minas. Sonhos que compartilhamos com você", observou Jussara Lima ao informar a decisão de liderar o encontro com o candidato.

Imprimir

A PROCISSÃO DOS INFIÉIS

No Terça, 02 Setembro 2014 11:56.

Danilo de Castro vai ficar mais próximo da campanha de Pimenta, na tentativa de conter debandada de prefeitos

Expectativa de poder é capital que move montanhas – além de revelar o caráter dos atores da política. A recente disparada do candidato petista, Fernando Pimentel em intenções de voto na disputa pelo governo de Minas tem levado algumas dezenas de prefeitos a rever suas convicções e escolhas.

Os gestores tentam colocar os pés em duas canoas, como forma de se precaver para a sempre possível virada no comando do Palácio Tiradentes. A coordenação do candidato Pimenta da Veiga (PSDB) já percebeu os preocupantes sinais dessa mudança nos rumos dos ventos, tanto é que chamou de volta a Minas o ex-secretário de Governo Danilo de Castro, até então engajado de corpo e alma na campanha presidencial de Aécio Neves. Danilo, que detém longa experiência no trato com os prefeitos, vai tentar conter a debandada que se anuncia para o colo do petista Pimentel, caso o candidato tucano não mostre poder de reação nas próximas pesquisas.

Lideranças petistas no meio-norte mineiro, inclusive o deputado estadual Paulo Guedes, têm recebido ligações com tentativa de aproximação de políticos dos mais diversos matizes, em especial daqueles prefeitos preocupados com o futuro imediato no pós-eleições e com as perspectivas da governabilidade para a segunda metade dos seus mandatos.

Aliados na berlinda

Imprimir

O PEQUENO EXÉRCITO DE ARIADNA EM MANGA

No Segunda, 01 Setembro 2014 11:22.

Estreante em disputas eleitorais, irmã de Ruy Muniz leva apoio do vice-prefeito e dois dos nove vereadores em Manga

ATUALIZAÇÃO: o vereador Luiz do Foguete entrou em contato com o site para negar que tenha fechado apoio a candidata Ariadna Muniz (PRB). O vereador diz que  não vai apoiar nenhum candidato nas atuais eleições. Ele confirma ter sido sondado pelo vice-prefeito Eliel Dourado para apoiar Ariadna, mas teria optado por ficar afastado do atual processo eleitoral - inclusive no apoio a nomes do seu partido, o PT.

A oftalmologista e candidata a deputada federal Ariadna Muniz (PRB), que aperta a mão de um popular na foto ao lado, deve voltar a Manga nesta terça-feira (2) para nova rodada de contatos políticos. Irmã do prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz (PRB), Ariadna não adotou o sobrenome familiar no material de campanha. Optou pelo mais asséptico Dra. Ariadna, para se distanciar da cunhada e primeira-dama de Montes Claros, Raquel Muniz (PSC), que também concorre ao cargo de deputada federal.

É que, ao fazer opção preferencial pela eleição da mulher e ainda embarcar na canoa de Aécio Neves e Pimenta da Veiga, ambos do PSDB, o prefeito Muniz deixou a irmã sozinha na pista. Ariadna apoia os candidatos petistas na sucessão mineira e presidencial.

Ariadna Muniz volta a Manga porque, a despeito de ser cristã nova na política, conseguiu reunir uma curiosa e eclética base de apoios no município, formada por três dos nove vereadores da Câmara Municipal e pelo vice-prefeito, Eliel Dourado, que é filiado ao mesmo PRB da candidata. Além do vereador Gil Mendes (PP), seu correligionário de primeira hora na cidade, Ariadna ainda recebe os apoios dos parlamentares Luiz Carlos Santana Caíres, o Luiz do Foguete (PT), que curiosamente não sobre no palanque do companheiro e deputado em busca de reeleição Gabriel Guimarães (PT), além de Hélio Soares de Assis, o Boquinha (sem partido).

Base pulverizada

Imprimir

TOSTÃO CONTRA AVIÃO

No Segunda, 18 Agosto 2014 05:53.

Guedes e Santiago disputam status de 'o mais votado' no Norte de Minas

Os deputados estaduais Arlen Santiago (PTB) e Paulo Guedes (PT) são o que se pode chamar em política de desafetos. Ambos transitam por extremos, naquilo que antigamente um dia se convencionou como campos ideológicos. Para resumir: os dois não se bicam e agora travam queda de braço particular e não declarada dentro da disputa geral pela renovação das 77 cadeiras da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Guedes e Santiago brigam pelo posto de deputado estadual mais votado no Norte de Minas, título que atualmente está em mãos do petebista - que recebeu 105,8 mil votos nas eleições de 2010 ante os 92,7 mil votos do petista. O mundo político dá de barato  que quem quiser subir ao topo da votação na região precisa sair das urnas sufragado com algo dentro do intervalo de 120 mil a 150 votos. Desafio para ninguém botar defeito, sobretudo pela implicância do eleitor com tudo que diga respeito à política.

Peixe graúdo

Arlen busca agora, com boas chances de vitória, o seu quinto mandato na Assembleia mineira. Nas últimas eleições, ele disputou palmo a palmo o posto de mais votado na região com o colega Gil Pereira (PP). Paulo Guedes é o cristão novo que parece chegar embalado para essa briga de 'gente grande' da política no meio norte-mineiro. Entretanto, sair das urnas em outubro como majoritário em todo o meio norte-mineiro não será tarefa fácil para o petista, que busca seu terceiro mandato em Minas.

Enquanto Arlen Santiago cruza os céus da região a bordo do helicóptero Águia Prateada, vantagem comparativa que lhe permite visitar até 10 cidades em um único final de semana, Guedes sacoleja o esqueleto por asfalto e poeira do sertão a bordo de um surrado Pajero Mitsubishi.

Lançamento

No pelotão de frente dos candidatos sem-avião, Paulo Guedes conta com alguns trunfos para desbancar Arlen do patamar de campeão de votos no norte-mineiro. A diferença de na votação entre os dois nas últimas eleições foi de 13,1 mil sufrágios, mas de lá para cá, Paulo Guedes ganhou visibilidade extra ao disputar e ir para o segundo turno nas eleições municipais em Montes Claros, quando teve seu nome e imagem propagados em todo o Norte de Minas, durante o horário eleitoral gratuito, por cerca de dois meses.

Arlen não apenas se jacta de ser o campeão de votos no norte-mineiro, como está em capanha aberta para ceder o espaço para outro coleta de parlamento - e para Paulo Gudes em especial. Em vídeo-convite que gravou para o lançamento da sua campanha, nesta segunda-feira (18), na sede da OAB em Montes Claros, Santiago conclama seus apoiadores a fazê-lo mais uma vez o deputado mais votado na região.

Nos bastidores da política, os comentários é que Arlen teme perder a hegemonia que conquistou nas últimas eleições para o desafeto Paulo Guedes, por isso decidiu fazer o lançamento tardio de sua campanha como forma de criar um fato político que possa animar sua militância.

Guerrilha

Imprimir

RUY MUNIZ ROMPE COM A AMAMS

No Sexta, 15 Agosto 2014 18:45.

Prefeito reclama de que não é ouvido pelo comando da entidade, mas briga pode ter motivação eleitoral

A imprensa norte-mineira não deu uma linha sobre o assunto. O prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz (PRB), apareceu de surpresa no encontro da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), na última quinta-feira (14), quando a entidade discutia a criação de consórcios municipais para gestão de energia e central compartilhada de compras.

Após tecer um rosário de reclamações sobre a atuação da atual administração da Amams, que é presidida pelo prefeito de Mirabela, Carlúcio Mendes (PSB), Muniz pediu a desfiliação de Montes Claros dos quadros da entidade. Ruy disputou e perdeu para Carlúcio Mendes do comando da Amams, em janeiro do ano passado, logo após o início dos atuais mandatos.

Montes Claros é a cidade anfitriã da Amams e sua afiliada mais importante. Ruy Muniz reclamou que nunca é ouvido sobre os assuntos da entidade e que, ultimamente, sequer tem sido convidado para participar dos encontros de trabalho da associação. A decisão de Ruy pegou de surpresa os cerca de 80 prefeitos que participavam do evento na Amams e é uma dor de cabeça de bom tamanho para o presidente Carlúcio. Montes Claros não é só a cidade-sede da entidade, é também o município responsável pelo repasse de R$ 10 mil mensais para o caixa da associação, a maior arrecadação entre as receitas de cerca dos 90 municípios filiados.

Influência de Valmir