Nacionais

Imprimir

FPM LADEIRA A BAIXO

No 09 Janeiro 2015.

Com redução significativa, primeiro FPM do ano será de R$ 2 bilhões


Um balde de água fria no entusiasmo dos prefeitos em relação ao ano de 2015. O primeiro repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) do ano registra queda de 31,5% em relação ao mesmo depósito de janeiro do ano passado. Enquanto o primeiro repasse do ano de 2014 foi de R$ 4,013 bilhões, em valores brutos, o deste ano está em pouco mais de R$ 2,7 bilhões. Cenário causado pela baixa arrecadação registrada por conta das vendas fracas de fim de ano. Descontado o porcentual destinado ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fundeb) o repasse cai para R$ 2.19 bilhões.

De acordo com a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o primeiro decêndio do Fundo, que entra nas contas dos municípios nesta sexta-feira ( 9), é 28% menor que o primeiro repasse do Fundo feito em dezembro de 2014, em valores brutos e nominais. A Confederação destaca que essa redução acompanha a série histórica do FPM – de dezembro para janeiro.

Segundo o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, a redução é significativa e os prefeitos devem controlar suas contas para não terem mais problemas financeiros. A situação só não é mais grave para a prefeitada porque a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) fez transferência extra aos municípios no valor de R$ 893,3 milhões na quinta-feira (8), decorrente da classificação por estimativa das receitas de Imposto de Renda (IR) e do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI).

Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Entre os termos de uso do espaço para comentários estão a restrição a comentários racistas, misóginos e homofóbicos, além de xingamentos e apologias ao uso de drogas ilícitas, crimes inafiançáveis ou proselitismo partidário. Os comentários serão moderados ou recusados para evitar excessos.


Código de segurança
Atualizar