Política

Imprimir

PAULO GUEDES VAI ASSUMIR A SEDINOR

No 18 Dezembro 2014.

Sede da pasta pode ser transferida para Montes Claros, conforme promessa de campanha para descentralização do governo

O deputado estadual reeleito Paulo Guedes (PT) será o novo titular da Secretária de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor). A decisão saiu durante encontro de aproximadamente duas horas que manteve, na noite da quarta-feira (17), com o governador eleito, o também petista Fernando Pimentel. A Sedinor foi ‘feudo’ do deputado estadual Gil Pereira (PP) durante o período de mando do PSDB no estado.

A pasta é o braço operacional do Governo de Minas na aplicação de políticas públicas voltadas para minimizar as diferenças regionais entre o semiárido mineiro e as regiões mais ricas do Estado. Cabe à Sedinor atuar localmente na execução de programas federais como o 'Água para Todos' e o 'Leite Pela Vida', além de ações complementares de combate à fome e extinção da pobreza.

O movimento encerra a disputa que Guedes, deputado mais votado nas últimas eleições, travava com o PMDB pela presidência da Assembleia Legislativa. O peemedebista Adalclever Lopes deverá ser eleito para o cargo, com o apoio da bancada petista na Casa. Guedes pediu a Pimentel algumas horas para pensar e ouvir as bases, mas a decisão já está tomada e será comunicada ao governador ao longo desta quinta-feira.

Paulo Guedes relutava em aceitar a Sedinor, mas se rendeu à promessa de Pimentel de que a pasta vai ganhar mais autonomia no futuro governo, inclusive com o reforço de parcerias estratégicas de outros setores da máquina administrativa estadual – casos da Copasa e Ruralminas.

Outra medida em estudo é a transferência de toda a estrutura da Secretaria para Montes Claros, medida que estaria em sintonia com o discurso de descentralização da atuação governamental proposta pelo governador eleito durante a recente campanha eleitoral.

Futuro de Tadeuzinho

Outro nome do norte-mineiro que pode assumir cargo no primeiro escalão do governo Pimentel é o do deputado estadual reeleito Tadeu Martins, o Taudeuzinho (PMDB), cotado para a Secretaria de Esportes. A indicação, contudo, tem forte resistência dos petistas da região e até mesmo de parcela dos prefeitos peemedebistas. Caso a nomeação se confirme, a gestão petista teria a oferecer o diferencial de indicar dois nomes da região para a linha de frente do governo estadual.

O PT ainda vai tentar reverter a decisão, com o argumento de que a indicação reduz a representação do Norte de Minas na Assembleia Legislativa, que já seria menor, de qualquer forma, com as derrotas dos atuais deputados tucanos Ana Maria Resende e Luiz Henerique Santiago. Não será decisão fácil para Pimentel 'desconvidar' Tadeuzinho, já que o PMDB é sócio de primeira hora do consórcio que levou o PT a chegar ao comando de Minas pela primeira vez desde sua fundação.

Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Entre os termos de uso do espaço para comentários estão a restrição a comentários racistas, misóginos e homofóbicos, além de xingamentos e apologias ao uso de drogas ilícitas, crimes inafiançáveis ou proselitismo partidário. Os comentários serão moderados ou recusados para evitar excessos.


Código de segurança
Atualizar