logo 20182

CHICLETE SEM BANANA EM MONTALVÂNIA

Ligado .

Mesmo com piora da crise, Jordão retoma festa do aniversário da cidade

O prefeito de Montalvânia, Jordão Medrado (PR), resolveu bancar a festa da emancipação político-administrativa do município, comemorada no feriado do 21 de Abril. A edição de 2014 do evento foi suspensa, sob a alegação de que a cidade atravessava dificuldades financeiras com as constantes quedas nos repasses de recursos pelos governos federal e estadual. 

Pois bem, de lá para cá, a crise financeira, inclusive nos municípios ficou mais grave e evidente. Ainda assim, Medrado decidiu bancar a festança, que deve consumir recursos públicos da ordem de meio milhão de reais, segundo fontes ouvidas pelo site. A principal atração da festa será a banda de axé ‘Chiclete com Banana’.

O grupo, que já teve o status de um dos mais requisitados do país para micaretas e shows em praça pública, perdeu muito do seu atrativo com a saída do vocalista Bell Marques, 62 anos, há exatamente um ano. Sem o carisma de Marques, o ‘Chiclete’ ficou acessível a municípios do porte da pequena Montalvânia. O cachê da banda caiu de R$ 200 mil por apresentação para alguma coisa próxima de R$ 80 mil por cada show.

“Seria irresponsabilidade realizar uma festa de grandes proporções como é a nossa, numa cidade que vem passando por muitas dificuldades, inclusive com a prorrogação do decreto de Estado de Emergência”, declarou o prefeito Jordão, há um ano, após pedir desculpas para a população, na tentativa de justificar o cancelamento da festa. A crise, como se sabe, deixou o status de marolinha para a atual tempestade perfeita, que reúne a um só tempo desajuste nas contas públicas, com forte queda na arrecadação dos entes federados, com a péssima ambiência política no país.

Promessa

EMBAIXADA NA SEDINOR

Ligado .

Imagem: Carla Morais 

O deputado estadual Paulo Guedes (PT) tomou posse na Sedinor (Secretário de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais) há dois meses – período em que esteve envolvido com o complicado xadrez das indicações para cargos estaduais na região Norte de Minas.

Outro balanço possível da breve gestão do petista à frente da Sedinor: Guedes vai se transformando em uma espécie de ‘embaixador’ do norte-mineiro junto às demais instâncias governamentais. No que a Sedinor seria esse novo 'território livre' das demandas sertanejas na paisagem cinzenta da capital mineira. 

O gabinete do secretário tem sido alvo de verdadeiras romarias de caravanas de prefeitos, vereadores e lideranças com pleitos que extrapolam as atribuições da Sedinor. São demandas para carências nas áreas de saúde, educação, segurança pública, desenvolvimento regional e por aí vai.

MANGA: AUMENTO SALARIAL ABAIXO DA INFLAÇÃO

Ligado .

Câmara aprova na segunda-feira proposta de reajuste de 5% para servidor municipal

Reunião extraordinária da Câmara de Vereadores de Manga deve aprovar na segunda-feira (6\4) reajuste linear de 5% para os cerca de 1,2 mil servidores do município. O aumento deve vigorar a partir de 1° de maio, quando acontece a data-base da categoria. O projeto encaminhado para a Câmara pelo prefeito Anastácio Guedes (PT) na semana passada inclui previsão de aumento de 3% prometido para quem for aprova na avaliação de desempenho que o município pretende realizar.

A gratificação para os aprovados na avaliação de desempenho não tem prazo para entrar em vigor, já que o secretário de Administração do município, Diogo Moreira,  não definiu ainda que critérios utilizar para sua implementação. Numa palavra: esse aumento vai ficar para o Dia de São Nunca. Na mensagem encaminhada ao Legislativo, o prefeito alega que novamente não pode conceder acréscimo além desse patamar de 5% porque isso levaria o município a romper o limite de gastos com folha de pagamento previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Este será o segundo aumento concedido pela atual gestão desde que o prefeito tomou posse, em 1° de janeiro de 2013. A atual gestão concedeu aumento de 10% apenas para o pessoal da saúde e educação em agosto de 2013, além de cumprir o reajuste anual para os servidores remunerados pelo salário mínimo nacional.

Segundo o site apurou, servidores que atuam nas funções de motorista, operador de máquinas e similares estão há mais de três anos sem elevação nos seus vencimentos. O percentual de 5% oferecido pelo prefeito Anastácio não corrige sequer um terço da inflação acumulada pelo IPCA, considerado o índice oficial de inflação entre janeiro 2013 e o último mês de março, que é de 15,49%.

Vale-alimentação

REBELDIA NA BASE E AS NEGAÇÕES DE PEDRO

Ligado .

Ainda não tinha tocado no assunto, mas acho que chegou a hora. Algo que chamou minha atenção na visita recente que fiz a Manga, durante o Carnaval, foi perceber o clima anti-PT em variados segmentos da sociedade local. Nas ruas, no salão do barbeiro, e até nos circuitos mais abastados.

Nos bastidores e sob o compromisso do sigilo da fonte, aliados de ponta  do petista Anastácio Guedes (PT) diagnosticavam certo descompasso entre a forma como a administração se enxerga e como ela é realmente percebida pela população. O resultado disso não costuma ser bom. 

Voltei do Norte de Minas, fui para a Califórnia e, de lá, assisti vivamente pasmo à reação da população com o discurso de Dona Presidenta, por ocasião do Dia Internacional da Mulher – o bate-panelas que o petismo apelidou jocosamente de varandas gourmet, demonstrando falta de sintonia com as ruas e incapacidade para perceber que o clima político no país tinha virado.

Ainda em Manga, capturei certo isolamento dos petistas durante as apresentações das bandas na Praça da Cultura. Estavam todos lá, no meio do povo, mas sem o assédio que as autoridades costumam receber em suas aparições públicas. Quando nada, são requisitados para pagar a bebida do bebum de plantão.

Eis que as pesquisas mostram com algum viés científico o tamanho do estrago. A presidente tem o apoio de 13% dos brasileiros, segundo o Datafolha de dias atrás. O CNI/Ibope desta semana mostra que o governo só é avaliado como positivo por 12% dos entrevistados. Apenas José Sarney, após o fracasso do Plano Cruzado, desceu tanto na rejeição popular.

Resultado: deputados federais petistas relatam, preocupados, que começam a ser hostilizados nas visitas semanais que realizam às suas bases [Painel da Folha, desta sexta-feira]. O susto é imenso, ante ao status de quase estrelas com que eram recebidos por suas bases. O fenômeno, impensável há pouco mais de um ano, já é percebido até no Nordeste, tradicional reduto do lulo-petismo.

Por falar em Lula, ele tem dito que vai rodar o país para defender o governo da afilhada Dilma Rousseff, defender a Petrobras e a democracia. No tocante ao governo da sua afilhada, é improvável que o faça, porque seria aderir voluntariamente ao abraço de afogados que a sua condição de candidato a presidente em 2018 não aconselharia. Nesta Sexta-Feira da Paixão, o clima político no Brasil está mais para o Evangelho de João que narra as negações do apóstolo Pedro. E o galo das pesquisas nem precisa cantar outras três vezes. Os próximos capítulos devem mostrar o isolamento presidencial - a seu modo, um tipo moderado de paixão. 

[Ilustração: Euterpe.blog.br]

ESTUDANTE DE JANUÁRIA LEVA ‘PRATA’ EM OLIMPÍADA DE MATEMÁTICA

Ligado .

Januária, no extremo Norte de Minas, ganhou, esta semana, um bom motivo para ufanar-se. Aluno de escola pública, Maicon Lopes Araújo, 14 anos, foi escolhido, em disputa nacional, entre os alunos que levaram a medalha de prata, Nível 2, da Olimpíada Brasileira de Matemática de Escolas Públicas (Obmep). Maicon estuda na Escola Municipal de Grotinha, no distrito de Várzea Bonita, o que dá mais relevo ao seu feito.

A Obmep é iniciativa do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), a OBMEP é voltada para alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e o Ensino Médio, com o objetivo estimular o estudo da matemática e revelar talentos na área, além de contribuir para a melhoria da qualidade da Educação Básica.

O garoto é, agora, o orgulho dos pais Jurandir Rodrigues e Maria das Dores Lopes. Maicon tem uma aptidão natural para o aprendizado da matemática, mas coube ao professor da disciplina Jonh Anderson Barbosa lapidar o seu talento. O certame em que o januarense se destacou ocorreu em 2014, quando concorreu com milhares de alunos dos 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. Vice-campeão da matemática em escolas públicas, Maicon tem mesmo do que se orgulhar.

As provas foram compostas por seis questões de aritméticas, geometria e contagem, listadas no Programa de Iniciação Cientifica (PIC). As duas primeiras etapas da competição aconteceram lá mesmo em Januária, na Escola Estadual Pio XII. Já terceira e decisiva prova teve lunar no campus Unimontes de Brasília de Minas. A medalha será entregue, pelos organizadores até o mês de junho.

O PLANO DE VOO DE GABRIEL

Ligado .

Eleito com votação expressiva do eleitor norte-mineiro para dois mandatos consecutivos, o advogado e deputado federal Gabriel Guimarães (PT), 32 anos, sonha mesmo é com a Prefeitura de Belo Horizonte. Os planos de Gabriel podem ganhar corpo agora que o amigo Fernando Pimentel chegou ao Palácio Tiradentes. O jovem deputado entrou para política após seu pai, o ex-deputado Virgílio Guimarães, também petista, abrir mão da reeleição para disputar a suplência de senador do então candidato Fernando Pimentel, em 2010.

Gabriel vai precisar disputar a indicação do partido com o atual secretário de Ciência e Tecnologia de Minas, Miguel Corrêa, por enquanto o único pré-candidato que assumiu interesse em disputar o cargo de prefeito de Belo Horizonte. Guimarães mantém parceria política com o deputado estadual, agora licenciado para o cargo de secretário estadual de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor), Paulo Guedes (PT), que também sonha em disputar a eleição majoritária para a Prefeitura de Montes Claros.

GAFE NA VISITA DE STELA A MANGA..

Ligado .

Prefeitura pede desculpas por erro de português em faixa de recepção à nova superintendente de ensino de Januária

Imagem: Facebook 

Fala nossa: Faixa que cita melhorias na educação traz erro de português 

A nova titular da Superintendência Regional de Ensino, Stela Abreu, teve uma boa mostra do desafio que a espera no principal cargo do setor na região durante a visita de trabalho que fez a Manga na segunda-feira (30). Uma das faixas de boas-vindas afixada na parede do prédio Prefeitura de Manga trazia a seguinte pérola:

“O PREFEITO ANASTÁCIO GUEDES SARAIVA AGRADECE O APOIO E A PARCERIA ENTRE ESTADO E O MUNICÍPIO PELA MELHORIA DA EDUDUCAÇÃO”

Assim mesmo, em letras maiúsculas e com o destaque para o nome do prefeito. Deixemos de lado o erro de construção na frase, para concentrar na grafia da palavra educação. O assunto passaria despercebido, não fosse os olhares atentos da oposição ao prefeito, e acabou por virar piada nas redes sociais, o que obrigou a secretaria de Educação, Edneida Mendes Batista, a emitir pedido de desculpas à população pelo “deslize cometido numa frase [sic], onde a palavra Educação foi escrita de forma incorreta, com duas letras a mais”.

A secretária admite o erro -- certamente o mais grave -- de não ter conferido a faixa antes de ser exposta e minimiza o episódio ao afirmar que qualquer pessoa “é passível de erro”. Inclusive o pintor, a que se atribui falta de atenção. “Apesar de não vermos grandes problemas no fato acontecido, assumimos o erro, nos desculpamos e garantimos mais atenção e cuidado nas próximas vezes”, diz o comunicado em claro mea-culpa que demonstra o mal-estar que a gafe provocou.

O assunto foi classificado como "um pequeno deslize” que teria potencial para macular ou interferir no andamento de trabalhos em benefício de uma Manga melhor e para todos. “Que atire a primeira pedra quem nunca cometeu um erro”, diz a nota em tom de desafio.

Nada de pedra nas mãos senhores, mas o triste episódio merece uma reflexão. A educação no Brasil vai mal das pernas e a pequena Manga é um reflexo disso. O resultado do último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado no ano passado, veio pior do que a encomenda para o município de Manga: o índice apurado para o ciclo inicial [em que se avalia as séries até o quinto ano] caiu de 4,4 na medição de 2011 para 3,7 pontos no levantamento divulgado hoje. Para as séries finais, que considera os alunos matriculados até a 8ª Série ou 9º ano, o Ideb manguense caiu de 3,3 em 2011 para 3,1 no levantamento divulgado hoje. Vale destacar que esses números pega parte da gestão anterior ao petista Anastácio. Os números cheios do seu mandato ainda serão medidos ao longo deste ano -- se o governo federal não cortar mais uma verbinha para a Educação -- e devem ser divulgados somente em meados do próximo ano. 

Noves fora esse o que a Secretaria de Educação considera um ‘errinho bobo’, a primeira visita da superintendente Stela Abreu, que tem jurisdição sobre 19 municípios da microrregião de Januária, a Manga foi marcada por pompa e circunstâncias. O prefeito Anastácio foi o anfitrião de encontro de Stela com diretores das redes estadual e municipal de ensino. À noite, o prefeito organizou recepção em sua residência para a nova titular da SRE.

PRATA DA CASA

Ligado .

Há um ditado que diz que ninguém é profeta em seus domínios ou, por outra, que santo de casa não faz milagres. Mas há controvérsias: não é este o caso, por exemplo, da nova superintendente regional de Ensino de Januária, Stela Abreu, que fez hoje sua primeira visita à cidade de Manga, onde estudou e fez carreira, após ser empossada no cargo, há três semanas. Stela foi recebida com rapapés e mesuras durante agenda de trabalho em reunião com diretores da rede estadual e com a secretária municipal de Educação, Edneida Mendes, que aposta em maior aproximação com a Superintencia Regional de Ensino (SRE). Para fechar o dia de agenda aperta, Stela será recepcionada logo mais na residência do prefeito Anastácio Guedes (PT).

VENTOS DE TEMPESTADE

Ligado .

As eleições municipais do ano que vem deverão ser termômetro para medir o estrago que os maus rumos que Dona Presidenta imprimiu no governo federal vão legar ao PT. Cabeças pensantes da sigla estão com as barbas de molho, porque desconfiam que o partido pode, vale repetir, pode, encolher feio no próximo teste das urnas. Por baixo, a reeleição dos atuais prefeitos da estrela vermelha vai exigir esforço dobrado. O avanço do governo federal no bolso das pessoas por conta do ajuste fiscal, associado com o cenário de alta da inflação e desemprego tem potencial para deixar os petistas sem discurso. Novos candidatos do partido interessados em disputar o mando em prefeituras deverão levar em conta o cenário adverso e pensar muito antes de se lançar na empreitada.

LET ME TRY AGAIN...

Ligado .

Nova mudança no primeiro escalão em Januária

O secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos da Prefeitura de Januária, Edilberto Magalhães, o Careca, entregou o cargo na tarde desta quinta-feira (26), durante conversa no gabinete do prefeito Manoel Jorge (PT). Careca fica no cargo até terça-feira, quando cede a vaga para Paulo Batista da Silva Lopes, conhecido na cidade como Paulão da Cemig, 60 anos. Bancário aposentado, Edilberto Careca alegou necessidade de tocar seus negócios privados, entre uma propriedade rural no município.

Careca assumiu o cargo em junho do ano passado, durante a reforma administrativa que Manoel Jorge fez para tentar freada de arrumação no governo. Na ocasião, Careca sucedeu Manoel Santana, que foi nomeado recentemente para a gerência local do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene). A mudança acontece poucos dias após Manoel Jorge ter mudado o comando da Secretária da Saúde, com a nomeação de Jacy Ferreira de Carvalho para a vaga aberta com a saída de Eder Castilho.

Só na saúde, o prefeito acumula cinco titulares, com permanência média no cargo de apenas seis meses. O eleito normalmente desconhece o nome dos secretários do seu município, mas em Januária há uma dificuldade extra: os secretários não param nas suas cadeiras. Do time original que tomou posse com o petista há pouco mais de dois anos sobrou quase ninguém. As poucas exceções incluem Weber Oliveira (Agricultura) e Ilson Almeida Oliveira, o Ilsão do Pará (Transporte).