NA DEFESA, QUINQUINHA PARTE PARA O ATAQUE

NA DEFESA, QUINQUINHA PARTE PARA O ATAQUE

Prefeito alega fraude em votação e suspeição de vereadora entre argumentos para barrar denúncia de improbidade  Volumes com as cerca…

More...
OUTRA OPINIAO

OUTRA OPINIAO

 Lamento de um bom homem em defesa do seu semelhante  Por Sandro Tótola (*) Vivemos tempos sombrios, tempos rudes, tempos…

More...
PERDOAI-OS, MESMO SABENDO O QUE QUEREM

PERDOAI-OS, MESMO SABENDO O QUE QUEREM

Magnânimos por conveniência, Lula e Dilma dizem perdoar seus desafetos; mas quem os perdoará pelos seus muitos erros A militância…

More...
O JUS SPERNEANDI DE QUINQUINHA

O JUS SPERNEANDI DE QUINQUINHA

Prefeito entrega defesa prévia à Câmara, que tem agora 10 dias para arquivar ou levar acusação de improbidade adiante  Quinquinha…

More...
DEMOROU, MAS ERA DIA

DEMOROU, MAS ERA DIA

Câmara de Manga aceita denúncia e Quinquinha pode ser cassado por improbidade administrativa  Imagem: Clever Inácio - www.norticias.com.br        …

More...
FALTOU PANO PRA MANGA?

FALTOU PANO PRA MANGA?

Oposição alivia para Quinquinha, o ímprobo, e Luiz do Foguete vê o cavalo para o poder passar arreado A primeira…

More...
IMPROBIDADES RECORRENTES 2

IMPROBIDADES RECORRENTES 2

Prefeito de Manga dispensa de licitação escritório que atuou na campanha eleitoral para livrá-lo da inexigibilidade O prefeito de Manga,…

More...
QUINQUINHA TEM DUAS NOVAS CONDENAÇÕES POR IMPROBIDADE

QUINQUINHA TEM DUAS NOVAS CONDENAÇÕES POR IMPROBIDADE

Numa única sentença, juiz decreta duas novas perdas do cargo para prefeito de Manga >> Dispensa de licitação em contratos…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2012 JoomlaWorks Ltd.
Imprimir

JAÍBA EM CRISE PERMANENTE

No Terça, 19 Maio 2015 19:59.

Contrato milionário com irmão do prefeito na mira do Ministério Público

Imagem: jaiba-emdia.blogspot.com

Jaíba volta ao noticiário por conta dos malfeitos dos seus agentes políticos. Desta vez, o Ministério Público Estadual (MPE) mineiro retoma carga contra pessoas bem próximas do do prefeito Enoch Lima (PDT). A informação foi publicada nesta terça-feira no diário ‘Hoje em Dia’. Essa nova denúncia é desdobramento da operação “Ração de Papagaio”, deflagrada pelo MPE há dois meses.

Desta vez, um dos denunciados é o médico e ex-prefeito Wellington Pacífico de Lima (2005/2008), irmão do atual prefeito Enoch. A principal irregularidade apontada pelos promotores é o salário pago ao médico Wellington Lima, que recebia R$ 42 mil mensais da prefeitura.

Médicos no interior não ganham pouco, como se sabe, mas o prefeito Enoch extrapolou os limites do razoável ao pagar para o irmão salário superior aos dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), atualmente em R$ 33 mil mensais. Sob todos aspectos, um escândalo que dá a dimensão de como os desmandos tomaram conta da coisa pública em Jaíba. 

Mas o rol de irregularidades não teria ficado só nisso. O MPE suspeita que Wellington tenha montado esquema para desviar recursos públicos da Prefeitura de Jaíba. O supostos esquema incluiria ainda a contratação de funcionários fantasmas (é incrível com os prefeitos locais insistem nesse expediente velho de guerra), direcionamento de licitações, além do pagamento irregular por diárias de viagens.

Mas não é só. A contratação do irmão do prefeito sequer foi objeto de concorrência pública: o contrato, de valor superior a meio milhão de reais tinha duração de 12 meses , levou em conta o critério da inexigibilidade de licitação. Contratado para atuar como psiquiatra, Wellington não é especialista na área.

O curioso é que 'doutor' Wellington e Enoch estiveram em campos opostos nas últimas eleições. O ex-prefeito tentou se candidatar, mas teve o registro cassado pela Justiça Eleitoral. Já Enoch, entrou na disputa como vice de 
Jimmy Murça (PCdoB).  

Por enquanto, o Ministério Público diz não ter evidências da participação do prefeito Enoch Lima no esquema, mas a avaliação é de que os desmandos não poderiam ter acontecido sem a sua anuência. O Ministério Público indiciou praticamente toda a cúpula da administração local. Além do ex-prefeito Wellington de Lima e do vereador Elias do Açougue (PHS), foram denunciados Marcos Aurélio Amorim Oliveira (secretário de Administração e Finanças), Hudson Aparecido Pena Arruda (secretário de Saúde), Rogério Guedes de Aguiar (secretário de Agricultura Familiar), Romero Fernandes Oliva (falecido, mas que era secretário de Meio Ambiente, Esporte e Turismo), Augusto Régis Valente Neto (chefe do hospital municipal) e Mardem Willian Souza (chefe do setor de compras da prefeitura).

Imprimir

PUBLIEDITORIAL

No Terça, 19 Maio 2015 12:32.

XXI Congresso da Avams é sucesso de público e alcança objetivo desejado pela entidade

 

O presidente da Avams, Leonardo Pinheiro, ao microfone, comemorou os bons resultados do XXI Congresso da entidade

Nos últimos dias 7 e 8 de maio, o auditório da Sociedade Rural de Montes Claros foi palco para o XXI Congresso de Câmaras e Vereadores da Área Mineira da Sudene, numa realização da Associação de Câmaras e Vereadores da Área Mineira da Sudene ( Avams) .  O evento contou com a parceria principal da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, bem como de empresas e entidades.

Com o tema ‘’Reforma Política Já’’, tendo em vista o momento político vivido pelo país, o congresso reuniu mais de 400 pessoas, entre vereadores, prefeitos e sociedade de modo geral. Todos com o mesmo objetivo: debater reforma política e aperfeiçoar suas discussões.

Para o presidente da Avams e vereador pela cidade de Manga, Leonardo Pinheiro, o objetivo do congresso, mais uma vez, foi alcançado. Ele se diz satisfeito com os resultados positivos e conta que os vereadores saíram do evento com uma bagagem que ajudará na realização de um trabalho parlamentar ainda mais consistente. ‘’Fiquei feliz em ver o interesse dos colegas vereadores pelos temas debatidos. Todo mundo queria debater, participar e externar suas opiniões’’, diz Leonardo.

O secretário de Estado Paulo Guedes (D) fala sobre a crise hídrica em Minas para o auditório formado por lideranças de toda a região

O titular da Secretaria de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais, deputado Paulo Guedes (PT), ministrou palestra durante o primeiro dia de evento, cujo tema foi ‘’Enfrentamento da Crise Hídrica em Minas Gerais e Lei Robin Hood’’, que, por sinal, foi um dos assuntos mais requisitados durante o Congresso de dois dias. Conhecedor profundo do tema ministrado, Guedes falou de maneira clara e deixou o seu recado, sendo bastante aplaudido pela plateia.

Com o intuito de repassar qualificado conhecimento aos participantes do congresso, a Avams se preocupou em escolher com cuidado seus palestrantes. Entre eles, Wladimir Rodrigues Dias, professor e consultor da escola do legislativo da Assembleia de Minas e juiz titular no Tribunal Regional Eleitoral do Estado de Minas Gerais (TRE/MG). Na oportunidade, Wladimir falou sobre a reforma política em tramitação do Congresso Nacional, podendo esclarecer quais os passos que devem ainda ser tomados para os avanços dessa almejada reforma.

Outros importantes nomes fizeram parte do rol de palestrantes: Antônio Avilmar, o representante da CNBB e vice-reitor da Universidade Estadual de Montes Claros;  Silvério de Oliveira Cândido, ouvidor-geral da Ordem dos Advogados de Minas Gerais; Marconi Augusto Castro, Membro do Conselho do Tribunal de Contas de Minas Gerais. Além do deputado Paulo Guedes e do Wladimir Rodrigues Dias.

‘’Só temos que agradecer o importante apoio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais e dos nossos outros parceiros. Agora, é comemorar os resultados e nos preparar para continuar fortalecendo a Avams, que sempre foi e continuará sendo a entidade de apoio a todos os vereadores do Norte de Minas’’, explica Leonardo Pinheiro.

Avams terá sede própria

Imprimir

FRIO AUMENTA RISCO DE DOENÇAS CARDÍACAS

No Segunda, 18 Maio 2015 19:45.

Médico do Samu alerta para a necessidade de cuidar da alimentação e fazer exercícios físicos regularmente

A diminuição das temperaturas nesta época do ano faz aumentar os riscos de doença cardiovascular. Isso porque, com o frio, vem junto a vontade de comer mais, ficar mais tempo embaixo dos cobertores, trocar a academia pela televisão, e essa mudança de estilo de vida cria condições propícias para a doença, pois pode provocar o excesso de peso e o sedentarismo, fatores de risco cardíaco.

Maquieden Durães Viriato, médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do Norte de Minas (Samu Macro Norte), explica que no período de baixas temperaturas o organismo precisa trabalhar mais para manter o equilíbrio térmico e, mesmo o sistema cardiovascular e respiratório possuindo mecanismos de adaptação ao frio, pode ocorrer alteração no calibre dos vasos, principalmente das artérias, ocasionando a vasoconstricção, que é contração dos vasos sanguíneos.

“A queda da temperatura pode causar isquemia (falta de sangue oxigenado) no músculo cardíaco aumentando as chances de precipitar crises de angina (um tipo de dor no peito) em pacientes portadores de doença coronariana”, explica.

De acordo com o cardiologista, as doenças virais, mais recorrentes nessa época, também podem exigir mais do sistema cardiovascular e descompensar pacientes portadores de insuficiência cardíaca, cujo principal sintoma é a falta de ar durante os esforços.

Em 2014, o Samu Macro Norte realizou 2003 atendimentos por infarto agudo no miocárdio (IAM), sendo mais da metade no período entre abril e julho, quando as temperaturas estão mais baixas. Segundo a Associação Americana do Coração (American Heart Association), as leituras de pressão apontam índices 7,6% mais altos no inverno em relação ao verão, aumentando de 20% a 25% a incidência de doenças como o acidente vascular encefálico (AVE) ou o infarto, que figuram no topo da lista de causas de mortes no País, responsáveis por um quarto de todos os óbitos registrados.

Prognóstico

Imprimir

MINEIROS FECHAM AS TORNEIRAS

No Segunda, 18 Maio 2015 10:21.

O fim do período chuvoso na maior parte do país traz de volta à agenda os riscos da falta de água no Sudeste brasileiro. No semiárido mineiro, como se sabe, o quadro é ainda mais grave – após quatro anos consecutivos de baixa incidência de chuvas. Algumas cidades do Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha já enfrentam risco de desabastecimento muito antes do previsto. Uma delas é Francisco Sá, onde a Barragem São Domingos não acumulou volume suficiente de água durante o período chuvoso e está prestes a secar.

Os mineiros, contudo, têm feito o deve de casa. Relatório da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) divulgado nesta segunda-feira (18) informa redução de 10,7% no volume de água computado em abril na comparação com igual período do ano passado. O volume de esgoto, por sua vez, teve queda de 10,5% em abril, para 34,4 milhões de metros cúbicos.


A Copasa atribui a queda – que também envolve o faturamento da empresa em proporção semelhante – são resultado da campanha educativa promovida pelo atual governo por conta da escassez hídrica que atinge a região Sudeste. Por outro lado, o esgoto faturado nos primeiros quatro meses do ano foi de 142,6 milhões de metros cúbicos, queda de 6,84%.

Imprimir

JANUÁRIA: ‘RUIM COMIGO, PIOR SEM MIGO...’

No Sábado, 16 Maio 2015 11:44.

Manoel Jorge consegue barrar abertura de CPI na Câmara de Januária

A chapa esquentou para o lado do prefeito de Januária, Manoel Jorge (PT), no início desta semana. O vereador Pedro Osório (PSDC) surpreendeu seus pares na Casa ao apresentar pedido de criação de uma CPI para investigar o prefeito. No limite, a iniciativa poderia resultar no seu impeachment do petista. Osório, uma espécie de outsider na atual política de Januária, resolveu levar a Lei Orgânica do Município ao pé da letra com a alegação de que Manoel Jorge comete improbidade administrativa ao se recusar a enviar informações solicitadas pelos vereadores por meio de ofícios. 


Segundo Osório, o atual mandato anda perto do fim e o prefeito ainda não se deu ao trabalho de enviar suas prestações de contas também para o escrutínio dos vereadores – cumpre apenas a legislação relativa ao Tribunal de Contas. Pedro Osório, o outsider, já conseguira, no início deste ano, defenestrar o colega Manoel Matos (PV) da presidência da Câmara, quando conseguiu anular judicialmente a sessão que o elegera por falhas regimentais.

Mas não é só. Noutra frente, o petista Manoel Jorge tem atrasado sistematicamente os repasses financeiros para a Câmara. A conta, segundo uma fonte, já beira os R$ 500 mil. A ‘manemolência’ do prefeito também nesse quesito tem incomodado gregos e goianos no Legislativo local. Aliás, é o que mais incomoda, porque se tem uma parte do corpo a que suas excelências são sensíveis, ela é, invariavelmente, em Januária e alhures, o danado do bolso.

A notícia de que Pedro Osório iria pedir sua cassação vazou, o que obrigou Manoel Jorge a sair de sua postura contemplativa para ir à luta em defesa do mandato. Consta que ele teria reunido sua base aliada às pressas nas vésperas da reunião da terça-feira (12), quando consegui convencer vereança a derrubar a iniciativa de Pedro Osório. Entre outros motivos, Manoel Jorge teria mostrado aos seis vereadores aliados que, se a situação em Januária anda bem ruinzinha com ele, o cenário poderia ficar bem mais complicado caso o vice-prefeito, o também petista Hamilton Viana, levasse a rapadura. Viana é persona non grata no seio do petismo local, por conta da proximidade histórica que mantém com o ex-deputado Cleuber Carneiro. Mesmo fora da política há 10 anos, Cleuber mantém influência política no município porque é dono da emissora de TV, além de duas rádios nas faixas de AM/FM.   

Ficou no empate

Imprimir

MINAS VAI PAGAR PISO A PROFESSOR

No Sexta, 15 Maio 2015 17:04.

Governo promete fazer pagamentos escalonados até chegar ao valor-base, em dois anos

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, anunciou nesta sexta-feira (15/5) a assinatura de acordo que vai possibilitar o pagamento do piso salarial profissional nacional para os professores da rede estadual. O acordo é chamado de ‘histórico’ e o petista aproveitou para cutucar os colegas tucanos Beto Richa (Paraná) e Geraldo Alckmin (São Paulo), que enfrentam greve da categoria.

No caso do Paraná, o movimento ganhou o noticiário nacional, há duas semanas, após conflitos com a Polícia Militar local. O próximo passo será o envio de projeto de lei à Assembleia Legislativa em regime de urgência urgentíssima.


O acordo firmado em Minas prevê ainda a extinção do regime de subsídio e o descongelamento das carreiras, com isonomia de tratamento para todas as carreiras da Educação e entre servidores ativos e aposentados. O governo mineiro vai reajustar a carreira do professor de educação básica em 31,78%. O aumento será escalonado e pago em dois anos, quando o Estado estima assegurar o pagamento do piso nacional para uma carga horária de 24 horas semanais. O reajuste será implementado em três parcelas que serão incorporadas ao salário. A primeira delas, de R$ 190 corresponde a aumento de 13,06% para o professor de educação básica, e será paga mensalmente a partir de junho de 2015.

A segunda parcela, no valor de R$ 135, representa incremento de 8,21% para o professor e será paga mensalmente a partir de agosto de 2016. As duas parcelas iniciais serão incorporadas à tabela de vencimento em junho de 2017. A terceira parcela, no valor de R$ 137,48, corresponde a um aumento de 7,72% para o professor e será paga mensalmente a partir de agosto de 2017, com incorporação à tabela de vencimento em julho de 2018. Isso significa que em agosto de 2017, o professor de educação básica terá assegurado o piso para carga horária de 24 horas semanais.

O acordo ainda garante a atualização do salário-base nacional nos mesmos índices de correção do Piso Salarial Profissional Nacional em janeiro de 2016, 2017 e 2018 para professores especialistas em educação e analista educacional na função de inspetor escolar.

As demais carreiras do grupo de atividades de educação básica (auxiliar de serviços, assistentes e analista educacional) também terão os mesmos reajustes concedidos ao professor, na mesma proporção percentual e nos mesmos períodos. Os aposentados nas carreiras da educação básica também terão os mesmos aumentos previstos para os servidores em atividade e nas mesmas datas.

Além da garantia do pagamento do piso, com a extinção do regime de subsídio e a implantação do vencimento inicial, acumulável com vantagens a serem especificadas em lei, as carreiras dos servidores da Educação serão descongeladas, com a antecipação para setembro desse ano das promoções previstas atualmente para 2016. Assim, as promoções subsequentes também serão adiantadas e serão concedidas a partir de janeiro de 2016.
Mais avanços

Outros avanços merecem destaque, como a garantia de acesso à alimentação escolar para todos os trabalhadores nas escolas, o fim do passivo de aposentadoria ainda nesse governo, anistia dos períodos de greve de 2011 a 2014 e a realização de eleições para direção de escola até dezembro de 2015.

O governo também se comprometeu a nomear cerca de 60 mil servidores até o final do atual mandato. Serão 15 mil nomeações por ano. Somente neste ano, já foram nomeados 3.000 aprovados em concursos e no próximo dia 29 sairá nova publicação com mais 1.500 nomeações de professores.

Diretor também terá aumento 

Imprimir

FICOU PARA DEPOIS...

No Quinta, 14 Maio 2015 23:10.

Morte de do arcebispo de Montes Claros leva governo a adiar anúncio das obras da Barragem de Congonhas 

A visita que o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, faria ao Norte de Minas nesta sexta-feira (15) foi adiada. O ministro seria recebido pelo governador de Minas, Fernando Pimentel, para, juntos, anunciarem a licitação para as obras da primeira fase da Barragem de Congonhas – conforme o site antecipou ontem em post mais abaixo. O cancelamento da viagem foi decisão de última hora, logo após a notícia da morte do arcebispo emérito de Montes Claros, Dom Geraldo Majela, na madrugada desta quinta-feira. É que, embora o Estado seja laico, as autoridades acharam por bem respeitar o luto e a comoção que a morte do religioso provocou entre os católicos da região .   

Segundo o coordenador do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) em Minas, Gustavo Ferreira Xavier, a solenidade de assinatura do documento que autoriza a licitação da obra da barragem será remarcada para a semana que vem. Mas é possível que atrase, por que depende da conjuntura que faça novamente coincidir espaço na agenda de Pimentel e Occhi.

A obra de Congonhas anda, já há um par de décadas, enroscada na burocracia e na má vontade dos políticos em efetivamente resolver o que interessa ao povo. Quando estiver pronta, Congonhas vai garantir o abastecimento de 500 mil pessoas nas cidades de Montes Claros, Francisco Sá, Janaúba, Juramento e Capitão Enéas, além de revitalizar a Bacia do Rio Verde Grande, sub-bacia do Rio São Francisco. A Barragem de Congonhas tem previsão de armazenar 575 milhões de metros cúbicos de água.

COM INFORMAÇÕES DE WALDO FERREIRA

 

 

Imprimir

NOVELA DA BARRAGEM DE CONGONHAS MAIS PERTO DO FIM

No Quarta, 13 Maio 2015 20:10.

Pimentel anuncia nesta sexta  início da primeira fase da obra

O ministro da Integração Nacional, Gibelto Occhi, retorna ao Norte de Minas nesta sexta-feira (15). É a segunda visita de Occhi à região no intervalo de uma semana – no dia 8, em Pirapora, ele participou de seminário promovido pela Câmara dos Deputados sobre a transposição e revitalização do Rio São Francisco. Desta vez o ministro será recepcionado pelo governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), para o anuncio conjunto das obras da primeira fase da Barragem de Congonhas,  empreendimento importante para o combate à  seca em parcela do norte-mineiro localizado entre os municípios de Grão Mogol e Itacambira.

Quando sair do papel, a construção de Congonhas colocará fim a uma espera que já beira três décadas desde que se falou no assunto pela primeira vez. Pimentel tenta imprimir agenda positiva após enfrentar início de governo difícil. Congonhas e Jequitai são barragens essenciais para o combate à estiagem no meio norte-mineiro e a notícia de que finalmente será tocada será muito bem-vinda na região.   


A previsão é de que o reservatório consiga armazenar 575 milhões de m³ de água e garantir o abastecimento de 500 mil pessoas nas cidades de Montes Claros, Francisco Sá, Janaúba, Juramento e Capitão Enéas com recursos hídricos, além da revitalização da Bacia do Rio Verde Grande, sub-bacia do Rio São Francisco. A visita será a segunda de Pimentel ao Norte de Minas, desde a posse em janeiro. A Barragem de Congonhas tem orçamento previsto em R$ 600 milhões, mas apenas parte desse valor já foi alocada no orçamento da União.


Combate à seca

Imprimir

MACAÉ NA ESTRADA

No Terça, 12 Maio 2015 13:47.

A secretária de Estado de Educação, Macaé Evaristo, visita Montes Claros nesta terça-feira (12) para encontro gerencial com os novos diretores educacionais, ou superintendentes regionais de ensino, como queiram, do Norte de Minas. Os novos titulares das Superintendências Regionais de Ensino (SRE) de Montes Claros, Janaúba, Januária e Pirapora, além de diretores de escolas, vão discutir as políticas educacionais da nova gestão em evento que começou na manhã de hoje na sede social da Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB) em Montes Claros.

O encontro serve ainda para o lançamento regional da campanha “Afroconsciência: com essa história a escola tem tudo a ver”, o programa que é a ‘menina dos olhos’ da secretária Evaristo e tem o objetivo declarado de divulgar junto à comunidade escolar a necessidade de se trabalhar a temática da promoção da igualdade racial e o respeito à diversidade de forma permanente, abrangendo todos os universos disciplinares.

Quem gostou dos novos ventos que prometem soprar pelos lados da educação em Minas foi o diretor Educacional da SRE Montes Claros,o manguese José Gomes Filho. “É uma oportunidade de a secretária conhecer a realidade do Norte de Minas. A campanha significa novos olhares para a diversidade racial e cultural desta parte do Estado. Temos escolas quilombolas e indígenas nos municípios do Norte de Minas que necessitam de apoio em políticas afirmativas do governo. Fico muito feliz, pois carrego a bandeira da diversidade há 12 anos na educação e nos movimentos sociais, vejo este lançamento como um momento histórico da educação para a inclusão social”, diz Gomes.

Os também secretários Paulo Guedes (Sedinor) e Luiz Tadeu Martins (Sedru) prestigiam o encontro. A visita de Macaé acabou virando uma espécie de festa do petista norte-mineiro em Montes Claros. Guedes, que falou durante a plenária, destacou que o evento marca o início de uma série de encontros que a Secretaria de Educação fará nos polos regionais do estado e o início também de um novo jeito de governar em Minas Gerais, com democracia e participação popular.

Imprimir

REABERTO EDITAL DA TRAVESSIA MANGA/MATIAS

No Domingo, 10 Maio 2015 17:13.

Balseiros vão tentar nova impugnação do certame para tentar elevar preço-base da tarifa

A Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas de Minas Gerais (Setop) estabeleceu novo prazo para a concorrência pública que vai definir quem serão os futuros concessionários responsáveis pela exploração e administração da a travessia do Rio São Francisco por meio de balsas entre os municípios de Manga e Matias Cardoso, no extremo Norte de Minas. O edital prevê a formação de consórcio de empresas para a prestação do serviço e os envelopes com as propostas serão abertos no próximo dia 27 de maio. Os vencedores vão gerir o sistema pelos próximos 18 anos, mediante a cobrança de tarifa dos usuários.


A Setop suspendeu a concorrência pública por 60 dias no final do ano passado, com a alegação de que precisaria de tempo para realizar a análise das impugnações apresentadas por um dos concorrentes. Com a troca de comando no governo de Minas, entretanto, esse prazo acabou dilatado para seis meses e somente agora o processo será retomado.

A escolha dos novos concessionários será feita com base na menor tarifa-base oferecida, mas os seis balseiros que atualmente atuam no local com permissão precária dizem que vão tenta nova impugnação do certame, porque consideram inviável o preço-referência que consta do edital, de R$ 11 para a travessia de automóveis. Um empresário dono de balsa ouvido pelo site diz que o preço ficou defasado durante os oito meses em que o processo foi paralisado. “De lá para cá todos os nossos custos subiram, especialmente o valor do óleo diesel e o pagamento dos funcionários”, reclama.

Pela proposta inicial, os envelopes deveriam ter sido abertos 1º de dezembro do ano passado, na sede da Setop, em Belo Horizonte, mas um dos balseiros, mas o balseiro Genésio Pereira Costa, dono da microempresa Navegação Fluvial Três Marias, questionou formalmente o fato de não ter sido incluído no consórcio formado pelos demais operadores da travessia. A embarcação de Genésio foi a última a oferecer o serviço no local entre as seis balsas que atualmente exploram a travessia do Velho Chico.

Concessão