logo 20182

MONTALVÂNIA DÁ INÍCIO À TRANSIÇÃO

Ligado .

Ornelas mobiliza assessores para levantar informações que vão facilitar a vida do prefeito eleito Fred do Rally 

Reunião da comissão de transição em Montalvânia: civilidade e respeito ao jogo democrático

O prefeito de Montalvânia, José Florisval de Ornelas, o Dr. José (PTB), publicou na semana passada o decreto que define os passos para a transição para a futura administração do prefeito eleito Fredson Lopes França, o Fred do Rally (Podemos). O mesmo ato também determinou a equipe responsável pelo processo pelo lado da atual gestão.

Iniciativas dessa natureza são sempre bem-vindas, porque mostra maturidade na política e a compreensão democrática de que a vitória de um oponente não precisa suscitar animosidades entre o governo que sai e aquele que vai entrar – embora os dois lados tenham se colocados em polos opostos durante a campanha eleitoral.

O prefeito Ornelas não disputou a reeleição, embora pudesse fazê-lo. Em razão da idade avançada, 80 anos, ele optou por deixar a vida pública para apoiar o também médico Tarcísio Lopes Lessa (Avante), segundo colocado na disputa. Fred do Rally bateu o Dr. Tarcísio nas urnas com apenas 46 votos de vantagem.

CONTINUIDADE

A primeira reunião das equipes de transição aconteceu nesta terça-feira (1º). Em nota divulgada pela assessoria da Prefeitura de Montalvânia, o prefeito Ornelas diz ter “considerado a necessidade de instituir-se um processo de transição governamental democrático, visando a preservação da continuidade das atividades administrativas e dos serviços públicos que constituem o interesse maior da população”.

O entendimento é de que a futura gestão necessita “conhecer dados fundamentais, sem os quais encontrariam dificuldades para a implantação de seus projetos e programas de governo”.

A primeira reunião entre as duas equipes foi coordenada pelo procurador jurídico do município, Fabrício Falcão de Ornelas, filho do prefeito, e pela secretária municipal de Administração e Recursos Humanos, Andréa Sena Ornelas.

O prefeito eleito, por outro lado, indicou o produtor rural Jefferson Rocha Vieira para coordenar os trabalhos da equipe que conta ainda com a participação de Hélio Prates Batista (contador), Gilvando Elias de Queiroz (educador) e Márcia Pereira da Mota (advogada).

EXPERIÊNCIA

A tendência mais comum é que os membros das equipes de transição ganhem a indicação para cargos no primeiro escalão do futuro governo. Dos ocupantes da equipe de transição indicada por Fred do Rally, somente a advogada Márcia Pereira da Mota não participou de gestões anteriores. Os demais membros têm experiência com a administração pública.

O coordenador Jefferson Rocha Vieira, por exemplo, foi secretário municipal de Administração no governo do ex-prefeito Jordão Medrado (2013-2016) e secretário municipal de Transportes e depois de Agricultura e Meio Ambiente no atual mandato do prefeito José Florisval de Ornelas (2017-2020).

Já o educador Gilvando Elias de Queiroz foi secretário municipal de Educação e depois de Administração na gestão do ex-prefeito Padre José Aparecido Correa Lisboa (2012-2015) e o contador Hélio Prates Batista já participou da equipe de contabilidade na primeira gestão do então prefeito Dr. José Ornelas (2007-2010).

A equipe de transição vai se encarregar de organizar as informações para subsidiar as ações do novo prefeito. Ornelas determinou ainda que os secretários Andréa Lúcia Sena Ornelas (Administração e Recursos Humanos), Ana Nery Mendes Costa (Saúde) Hozana Peixoto Sales (Educação), Maria de Jesus Rocha (Assistência Social) e Idalina Guedes Ferreira (Finanças) além do contador Robério Aguiar de Oliveira preparem os subsídios para a equipe de transição em suas respectivas áreas de atuação.

DAQUI EM DIANTE, O DILÚVIO

A transição mostra o mundo ideal - e civilizado - que deveria nortear todo homem público, mas nem todo município vai por esse bom caminho.  Mas há casos em que o rancor dos inconformados com os dados saídos das urnas estimula a criação de obstáculos com o atraso no repasse das informações para o futuro governo.

Ou ainda gestos infantis e mesquinhos da negligência que resulta na devolução de recurssos tão escassos para os governos federal e estadual ou ainda o patrocínio da abertura de chamada para concurso publico antigo, em tese já prescrito, como forma de jogar cascas de bananas para o vencedor. Há  gente nanica de caráter que pensa com o típico 'depois de mim, o dilúvio' (frase atribuída ao monarca francês Luiz XV: Après moi, le déluge). Essas coisas acontecem, ainda que não levem a nada - a não ser o regozijo para uma noite de verão. 

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||
LEIA TAMBÉM:
O RALLY DA VITÓRIA
FIM DE CICLO EM MONTALVÂNIA
Ornelas não encara reeleição após governo apagado e sai de cena com quatro postulantes à sua vaga
|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

Comentários  
0 # Carlos Siqueira 01-12-2020 20:00
Se a equipe de governo de fred for do mesmo nível da transição ele tá perdido.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Damião Costa 04-12-2020 10:33
Tem um aí nessa lista que igual couro de p..., não sabe onde fica. Foi secretário nas gestões anteriores, não conseguiu ficar até o final de ambas gestões...será por quê? Esse Fred tá de brincadeira. Acreditava que ele seria diferente. Fred, vc tem que colocar pessoas realmente experiente como seus secretários e não pessoas por compromisso político.

*COMENTÁRIO EDITADO*
Responder | Responder com citação | Citar
Adicionar comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Entre os termos de uso do espaço para comentários estão a restrição a comentários racistas, misóginos e homofóbicos, além de xingamentos e apologias ao uso de drogas ilícitas, crimes inafiançáveis ou proselitismo partidário. Os comentários serão moderados ou recusados para evitar excessos.


Código de segurança
Atualizar