Deprecated: Array and string offset access syntax with curly braces is deprecated in /home/luisclau/public_html/libraries/vendor/joomla/string/src/phputf8/ord.php on line 23
TARCÍSIO PREVÊ R$ 20 MI PARA BR-135

logo 20182

TARCÍSIO PREVÊ R$ 20 MI PARA BR-135

Ligado .

Questionado pelo deputado Paulo Guedes, ministro diz que há dinheiro para o trecho Manga-Itacarambi. Só não avisa quando sai o asfalto

Audiência pública debate retomada da pavimentação da BR-135 entre Manga e Itacarambi: Tarcísio (abaixo) destaca luta de Guedes (acima) pelo o asfalto 

Durante mais uma audiência pública da Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados (CBT), na terça-feira (14), o deputado federal Paulo Guedes (PT) interpelou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, para cobrar a retomada do asfaltamento da BR-135, no Norte de Minas, no subtrecho entre as cidade de Manga e Itacarambi, com extensão de 48 quilômetros.

Segundo o ministro, a previsão do recurso para a retomada da BR-135 no extremo norte de Minas está no projeto de lei do Congresso Nacional, o PLN-15, que prevê a abertura de crédito especial no valor de R$ 3 bilhões para a execução de obras federais.

“Em relação às questões colocadas pelo nosso deputado Paulo Guedes, que nos cobra desde o início do mandato, desde a primeira vez que estive aqui na CBT, ele já colocava a questão da BR-135, existe sim, deputado, a previsão de recurso para a pavimentação”, disse o ministro Tarcísio Freitas em sua resposta a Paulo Guedes, a quem reconheceu publicamente o empenho pela retomada da pavimentação da rodovia federal.

‘INÍCIO DE JORNADA’

“O PNL-15 vai abrir a rubrica para que a gente possa fazer a licitação entre Manga e Itacarambi. Tem R$ 20 milhões lá, para que a gente possa fazer o início de jornada, o início de obra. É importante a aprovação do projeto para, na sequência, a gente fazer a licitação", disse Tarcísio.

O ministro, entretanto, não diz quando seu ministério vai abrir o processo licitatório para contratação da empresa responsável pela obra. Os R$ 20 milhões reservados no crédito especial mal dá para a fase de elaboração do projeto-executivo da estrada, mas é de se reconhecer que seria um princípio de solução. 

O custo estimado para os gastos com o asfalto entre os dois municípios anda aí pela casa dos R$ 150 milhões, mas o valor final só será conhecido após o projeto-executivo ficar pronto. É preciso levar em conta a atualização dos custos de material de construção e a inflação, que voltou sem freio no governo Jair Bolsonaro. 

A população da região espera pela pavimentação há quase duas décadas, desde que os governos petistas e de Michel Temer executaram as obras de asfaltamento na direção do Estado da Bahia, entre Manga e Correntina.

DNA

O asfalto remanescente no Norte de Minas, por sinal, tem uma quantidade inédita de políticos à espera do seu ‘nascimento’ para pedir a realização do exame de paternidade. Desde petistas, que efetivamente retomaram as obras de pavimentação, até os neo-bolsonaristas mineiros, que semana sim e na outra também anunciam o reinício do asfalto, que nunca chega.

Com a aproximação das eleições de 2022, políticos ligados a Bolsonaro na região, casos do senador Carlos Viana e dos deputados Antonio Pinheiro Neto, o Pinheirinho (PP), além do estadual Arlen Santiago (PTB), entre outros, começam a entrar em pânico ante o cada vez mais provável estouro do prazo-limite para que a obra ao menos saia do papel, com a autorização para a licitação.

“A conclusão da BR-135 é uma luta nossa de muitos anos. No governo do presidente Lula, conseguimos executar grande parte dela, nos trechos de Manga até Montalvânia e de Montalvânia até Cocos, na Bahia. Infelizmente, a obra foi interrompida devido a burocracias dos órgãos ambientais, mas a nossa luta nunca parou e só terá fim quando tivermos 100% desta obra concluída”, discursou Paulo Guedes, para irritação máxima dos novos ‘donos’ da rodovia que nunca sai.

O ministro Tarcísio, que deve sair candidato ao governo do Estado de São Paulo e que, no limite, não tem muito interesse na aflição dos aliados bolsonaristas em Minas, tem garantido que o edital da estrada vai sair ainda a tempo de se faturar politicamente com a obra. A ver.

Comentários  
+1 # Iara Santos Cordeiro 15-09-2021 11:59
Grande conquista! Trará bastante desenvolvimento para toda a região. Quero parabenizar o Deputado Federal Paulo Guedes por seu empenho e luta pra que essa obra fosse realizada!
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Ronailson Pereira do 15-09-2021 12:05
A conclusão dessa obra é br135 e uma batalha de muitos anos que deputado Paulo Guedes está nela, já consegui resolver a do trecho manga a MONTALVANIA, parabéns Paulo precisamos muito desse trecho ser realizado nós dependemos muito de passa por essa BR... A
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Adão Pedro Batista 15-09-2021 12:38
Quando é republicano há diálogo, Deputado Paulo Guedes não cessa a busca por essa obra mostrando que não é um interesse particular e sim um interesse regional do Norte das Gerais, o Ministro Tarcísio muito receptivo, parabéns.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Juliana 15-09-2021 16:34
A luta do Dep Paulo Guedes, pela realização desta obra é antiga . Como membro da comissão de Viação e Transportes da Câmara do Deputados, pautou este assunto, em praticamente todas as reuniões. Como Deputado Estadual , em parceria com o então Dep Federal Virgilio Guimarães, levou o Ministro dos Transportes para dar a ordem de serviço da obra. Esse sonho está cada vez mais próximo de se tornar realidade.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # TEANYNNE LOPES VIANA 15-09-2021 16:49
Trata-se de uma obra muito significativa para o Norte de Minas Gerais, uma vez que o benefício não se limita aos municípios próximos da referida BR, mas vai além, o Norte de Minas se comtemplará. É uma variável importante para o desenvolvimento da região citada. O deputado Paulo Guedes luta incansavelmente por esta causa, a qual é legítima.
Responder | Responder com citação | Citar
Adicionar comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Entre os termos de uso do espaço para comentários estão a restrição a comentários racistas, misóginos e homofóbicos, além de xingamentos e apologias ao uso de drogas ilícitas, crimes inafiançáveis ou proselitismo partidário. Os comentários serão moderados ou recusados para evitar excessos.


Código de segurança
Atualizar