logo 20182

DESENCANTO COM ABONO

Ligado .

Pagamento do rateio Fundeb em parcela única para todos os servidores desagrada professor

Prefeito Anastácio grava vídeo ao lado da secretária Karina Pinheiro: promessas de aumento para servidores neste início de ano

O pagamento do abono Fundeb, que era ocasião propícia de festa com final feliz, acabou por render queixas e desapontamentos contra a gestão do prefeito Anastácio Guedes.

A Prefeitura de Manga optou por fazer o rateio em parcela única no valor de R$ 2,5 mil entre todos os servidores, o que foi visto como uma atitude demagógica e pouco meritocrática por parte dos professores.

Pela primeira vez, as sobras dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação foram destinadas a um rol maior de servidores. O abono foi pago a cerca de 400 servidores, com desembolsos da ordem de R$ 1 milhão.

É que o presidente Jair Bolsonaro sancionou na terça-feira (28) texto aprovado pelo Congresso Nacional que alterou diversos pontos do Fundeb, entre eles a ampliação da lista daqueles que podem receber o percentual mínimo de 70% dos recursos do Fundeb.

TAMBÉM QUERO

Além dos docentes, profissionais no exercício de funções de suporte pedagógico, funcionários da direção, administração, planejamento, inspeção, supervisão e orientação educacional, integrantes da coordenação e assessoramento pedagógico, os profissionais de funções de apoio técnico e operacional também entraram no rol de beneficiados e passaram a ter direito ao bolo.

Com isso, merendeiras, funcionários de limpeza, secretários de escola, porteiros e até mesmo psicólogos podem ser remunerados com as eventuais sobras pela não aplicação do percentual obrigatório de 70% dos recursos do Fundo ao longo do ano.

INJUSTIÇA

O rateio do abono em parcela única irritou o pessoal do chamado ‘pó de giz’, aquele que efetivamente vai para a sala de aula e que acabou por trabalhar mais ao longo do ano passado - quando as escolas ficaram fechadas durante todo o período letivo em razão da pandemia do coronavírus.

||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||
MAIS SOBRE O MESMO ASSUNTO:

RATEIO FUNDEB PRA TODO MUNDO

RATEIO MAIS GORDO NO 14°
Prefeitura de Manga define até sexta-feira valor do abono Fundeb, mas há dúvidas sobre quem pode receber
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

A Secretária de Educação local manteve a prática de enviar envelopes aos alunos no ato da entrega da cesta básica da merenda escolar. Os professores foram atores importantes na produção desses conteúdos e, depois, na correção do material devolvido pelos alunos com a solução dos exercícios propostos.

“O professor de Manga mais uma vez não é respeitado e nem valorizado pelos governantes municipais. Agora, para receber um dinheiro que é de seu direito, passa pela humilhação de receber de forma igualitária aos demais funcionários? Vergonhoso”, registrou uma professora no Facebook.

Uma das críticas dos insatisfeitos é que, com as escolas fechadas desde o mês de maio de 2020, muitos desses novos ‘profissionais da educação’ sequer bateram pontos em seus locais de trabalho.

DECISÃO POLÍTICA

Fontes ouvidas pelo site disseram que a decisão de pagar o rateio pelo mesmo valor para todos os servidores foi submetida ao Conselho Municipal do Fundeb, que tem função apenas deliberativa. Pesou mais na opção pelo formato da parcela única o ‘caráter político’ do tema, ao deixar a administração bem na foto ao beneficiar pessoas que nuncam tinha visto a cor desse dinheiro extra.

Por outro lado, a avaliação é de que teria sido melhor adotar a estratégia utilizada, entre outros casos, pelo município vizinho de Matias Cardoso. Ali foram estabelecidas duas categorias de servidores: docentes e administrativos. O primeiro grupo recebeu R$ 5 mil do abono e o segundo foi remunerado em R$ 2,5 mil.

Por esse modelo, quem nunca tinha recebido ficou feliz com o ‘pouco’ que lhe coube e os professores sentiram-se prestigiados no escopo original da criação do Fundeb, que era a valorização dos profissionais da educação.

AVANÇOS

Já prevendo o ruído dos insatisfeitos, o prefeito Anastácio Guedes gravou vídeo ao lado da secretária de Educação, Karina Pinheiro, na quinta-feira (30), para destacar os avanços conquistados pela gestão para os servidores da pasta.

Anastácio lembrou que o abono do Fundeb em 2021 foi superior àquele pago pelo seu antecessor em 2020, mesmo com a inclusão de mais pessoas na folha de pagamento extraordinária.

O prefeito ressaltou ainda que sua gestão reajustou os salários dos professores da educação básica em mais de 30%. Anastácio disse ainda que vai enviar proposta de lei complementar para a Câmara de Vereadores nos próximos dias com pedido de autorização para a concessão de aumento a todos os servidores do município - inclusive os professores.

Procuradas, a secretária Karina Pinheiro e a presidente do Conselho Municipal do Fundeb não comentaram o assunto. Já o prefeito Anastácio não foi localizado pelo site. 

Comentários  
0 # Jucineia 02-01-2022 13:46
3️⃣ assistentes sociais e psicólogos passam a ser pagos na subvinculação de 30%.
#NovoFundeb
https://www.instagram.com/p/CYBX1RJuUk5/?utm_medium=share_sheet
Responder | Responder com citação | Citar
Adicionar comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Entre os termos de uso do espaço para comentários estão a restrição a comentários racistas, misóginos e homofóbicos, além de xingamentos e apologias ao uso de drogas ilícitas, crimes inafiançáveis ou proselitismo partidário. Os comentários serão moderados ou recusados para evitar excessos.


Código de segurança
Atualizar