logo 20182

CASSÍLIA NEGA RECIDIVA DA COVID

Ligado .

Manga registra dois novos óbitos após quase 100 dias de trégua do coronavírusAmbulâncias aguardam por pacientes na porta do hospital de Manga durante o período mais crítico da pandemia em março deste ano 

A secretária de Saúde e vice-prefeita de Manga, Cassília Rodrigues (PSD), negou que o município esteja enfrentando um novo surto para a covid-19, após o aumento dos casos de contaminação e duas novas mortes pela doença nos últimos dias.

Por meio da assessoria de comunicação do município, a secretária informou, na tarde desta segunda-feira (25), que não "há surto de contaminação e sim um aumento de notificações de casos suspeitos em familiares que tiveram contato com pacientes testados como positivo para a covid".

Após quase 100 dias sem registro de óbitos no município, completados no último dia 12, as autoridades de saúde foram surpreendidas com duas mortes com causa-mortis para o coronavíris no curto prazo de uma semana.

O município registrou uma morte para a doença na terça-feira (19) e outra neste último final de semana. Não há informações sobre o perfil dessas vítimas nem se elas tinham sido imunizadas.

Oficialmente, são agora 29 as pessoas vitimadas pela pandemia desde sua chegada ao município, no primeiro semestre do ano passado.

A Secretaria de Saúde vai acompanhar o comportamento do vírus pelas próximas semanas, quando será possível dizer se o que aconteceu foi um fato isolado ou se a pandemia volta novamente a ameaçar a população - a despeito do avanço consistente da vacinação. 

CUIDADOS

O susto levou os profissionais da saúde a intensificar o monitoramento para identificar novos casos de contamimação e o reforço na orientação da população para que não abandonem os cuidados necessários para evitar uma recidiva (piora) da pandemia no município.

A secretária Cassília Rodrigues chegou a comemorar, há pouco mais de duas semanas, o fato do município ter passado mais de três dias sem confirmação de novos casos da covid. Manga vivenciou o pior momento desta pandemia entre os meses de março e abril deste ano, quando se chegou a registrar 12 óbitos no intervalo de 30 dias.  

O município aplicou até agora 23.204 doses de vacinas contra a covid-19, para um total de 26.529 doses recebidas. Apesar dessa boa performance, há pelo menos 4,2 mil pessoas sem o ciclo vacinal completo, com a aplicação das duas doses.

Havia até agora uma onda de otimismo com o fato de que a ala covid do único hospital da cidade chegou a ficar alguns dias sem registro de internação, ao passo que a Secretaria de Saúde também não identifivaca novas contaminações.

O clima de entusiasmo que se formava sugeria que o coronavírus era coisa do passado e que já seria chegado o momento de decretar o fim das medidas de prevenção e até mesmo a retomada da realização de festas como o Rèveillon e o Carnaval 2022, eventos que foram suspensos neste ano por conta da pandemia.    

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||
Leia também: 
PANDEMIA NO RETROVISOR
BOLSONARO DESCARRILOU O BRASIL
O SALTO ALTO DO PT
CENTRÃO TERÁ GRANA PARA BR-135?
|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

Adicionar comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Entre os termos de uso do espaço para comentários estão a restrição a comentários racistas, misóginos e homofóbicos, além de xingamentos e apologias ao uso de drogas ilícitas, crimes inafiançáveis ou proselitismo partidário. Os comentários serão moderados ou recusados para evitar excessos.


Código de segurança
Atualizar